quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Primeira Resenha de Foices e Facões - Livro resgata episódio histórico pouco lembrado

A resenha abaixo foi publicada no endereço http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br/ . O autor, Paulo Ramos, tem um grande currículo: é jornalista, professor universitário e consultor de língua portuguesa da Folha de S.Paulo e do UOL. É também doutor em língua portuguesa pela USP (Universidade de São Paulo), integra o Núcleo de Pesquisas de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP e é co-autor do livro "Como Usar as Histórias em Quadrinhos na Sala de Aula" (Editora Contexto) além do autor do livro "A leitura dos Quadrinhos".

Leiam a resenha abaixo:

Livro resgata episódio histórico pouco lembrado

A leitura de "Foices & Facões - A Batalha do Jenipapo" (200 págs., R$ 30) revela uma série de surpresas. A primeira é a própria obra em si, lançada neste meio de mês.

É uma produção nacional, que ajuda a reforçar a máxima de que há muito mais quadrinhos fora do eixo Rio-São Paulo, principais polos de concentração editorial do país.

Produzida no Piauí, recupera um episódio histórico vivido no estado em 1823: a Batalha do Jenipapo, que dá título ao trabalho.

Pouco lembrado, o conflito ajudou a consolidar a Independência do Brasil, proclamada um ano antes por Dom Pedro no Ipiranga, em São Paulo.

***

A Batalha do Jenipapo envolveu piauienses, maranhenses e cearenses. Moradores dos três estados improvisaram instrumentos de luta para barrar o avanço de tropas portuguesas.

O exército era comandado por João José da Cunha Fidié. O objetivo era forçar os brasileiros da região a manterem, à força, o apoio à Coroa e a Dom João.

O sangrento conflito e os motivos que levaram a ele são relembrados em detalhes na narrativa em quadrinhos. O assunto é esmiuçado com calma, o que dá profundidade à obra.

O livro - outra surpresa - consegue, com isso, diferenciar-se de outras produções do gênero, que se preocupam mais com o aspecto didático para vendas a listas governamentais.

***

A história em quadrinhos foi produzida com verba do governo estadual e demorou quase um ano e meio para ficar pronta.

Os autores do projeto e da obra são dois irmãos: Bernardo Aurélio e Caio Oliveira. Este fez a arte; aquele, o roteiro. Ambos integram um núcleo de quadrinhos mantido no estado.

O aprofundamento no assunto, perceptível durante a leitura, possivelmente teve ajuda do lado historiador de Bernardo, formado na área pela Universidade Estadual do Piauí.

Mesmo assim, ele optou por mesclar os fatos com alguns aspectos ficcionais. Parte da narrativa se passa numa fazenda e mostra como se dá a luta entre seus moradores.

***

Numa época editorial em que editoras publicam adaptações literárias e obras históricas como pretexto para gordas vendas ao governo, "Foices & Facões" se diferencia.

A obra mostra que é possível fazer obras assim com qualidade e com o aprofundamento necessário. É um caminho que poderia servir de espelho para futuras produções do gênero.

O conteúdo é acessível, mas não simplificado a tal ponto que transforme a narrativa num retalho fragmentado e vago do episódio histórico e de seus motivos.

E ajuda a relembrar o episódio a brasileiros e, em particular, os do Piauí, que tem na data um dos alicerces históricos do estado.

***

A obra é vendida em algumas lojas de quadrinhos de São Paulo e do Piauí. Outra forma de comprar é pelos e-mails: bernardohq@hotmail.com / nucleodequadrinhos.pi@gmail.com

Um comentário:

Carpe Diem et Noctem disse...

Livro bom de mais...e ainda nem terminei de ler!!!!!